0
                

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Infinite Menus, Copyright 2006, OpenCube Inc. All Rights Reserved.
Categorias
16 de Outubro a 30 de Novembro
  Retratos de Feijó em exposição na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima
19 de Janeiro a 27 de Dezembro
  Biblioteca Municipal dinamiza sessões de cinema em língua portuguesa
06 de Novembro a 31 de Dezembro
  Exposição e palestra assinalam 500 anos da Reforma Protestante
Todos os Eventos




Breve Resenha Histórica
Apesar de não ser conhecida com precisão a data da fundação da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, é comummente aceite que terá tido o seu início durante a 1ª República.

O fundo documental da Biblioteca Municipal, inicialmente localizada numa sala existente num edifício do centro da vila, mais precisamente no Largo Camões, era constituído essencialmente pelo espólio que então existiu no Liceu Municipal de Ponte de Lima.

Em 1965 procedeu-se à sua mudança para um novo espaço designado por "Cadeia das Mulheres".

Com o decorrer dos anos o acervo documental da Biblioteca Municipal foi aumentando, graças às doações de espólios bibliográficos efetuadas por famílias ilustres de Ponte de Lima, e o espaço da biblioteca deixou de ter as condições necessárias para o bom funcionamento. Esta situação gerou uma natural desmotivação por parte dos potenciais leitores e por conseguinte conduziu a uma frequência quase nula.

Neste sentido, na década de 80, a Câmara Municipal procurou solucionar os problemas da biblioteca encetando os primeiros contactos com as entidades responsáveis (Comissão de Coordenação da Região Norte e Instituto Português do Património Cultural) agendando visitas ao local de funcionamento, com o objetivo de apurar as falhas existentes e encontrar soluções.

Pretendia-se sensibilizar as autoridades competentes para a necessidade urgente de dotar o concelho de Ponte de Lima com uma biblioteca capaz de albergar o precioso espólio bibliográfico e documental, fazendo face às necessidades crescente dos seus utilizadores.

Procurando resolver a instalação física da futura biblioteca a Câmara Municipal pôs à disposição um edifício de valor histórico e patrimonial, onde primitivamente, funcionou o Hospital da Santa Casa da Misericórdia e posteriormente o quartel da GNR.

Trata-se de uma construção do século XVII, com dois pisos e aproveitamento da cobertura, encostado ao intradorso da muralha e no gaveto das ruas da Picota e Cardeal Saraiva. Constituía inicialmente um corpo único com o atual edifício da Misericórdia que foi cortado no início do século XX, dividindo em dois o edifício do antigo Hospital da Misericórdia, (reconstrução concluída em 1731), destruindo-se assim um curioso claustro setecentista e parte da muralha medieval.

Após diversas diligências, vários contratempos e consequentes correções o projeto de execução da biblioteca acabou por ser aprovado pelas entidades competentes em maio de 1988.

A empreitada ficou concluída em setembro de 1992, procedendo-se, então, à instalação de equipamentos e aquisição de fundo documental.

A abertura oficial teve lugar no dia 19 de setembro de 1993, numa cerimónia presidida pelo Sr. Primeiro-Ministro, Professor Doutor Aníbal Cavaco Silva.

Nasceu, assim, a BMPL encostado a um troço da muralha com um acesso ao adarve, a partir da varanda alpendrada voltada ao Largo da Picota, que é pontuado por uma estatueta em granito, representando uma cantareira, denominada de Maria da Fonte.

O interior da biblioteca também ele é enriquecido e embelezado por uma monumental escadaria em granito de características barrocas.

Atualmente, a Biblioteca Municipal continua a sua atividade neste edifício visando satisfazer as necessidades dos munícipes em informação, cultura, educação e lazer.

Pretendendo ser um dos centros da vida cultural do concelho, permite aos munícipes o contato e a fruição das criações literárias, artísticas e científicas da humanidade, tendo como tarefa prioritária não só a conservação e preservação do património cultural (oral e escrito), mas também a recolha e divulgação deste mesmo património. Tem, portanto, a responsabilidade de tratar, conservar e difundir toda a documentação, nos mais diversos tipos de suporte, tornando-a acessível a toda a população.


 
Palavras chaves
voltar
topo
    Acompanhe-nos nas Redes Sociais:
 
Últimas notícias relacionadas
Novo catálogo de pesquisa online - KOHA | 23.09.2013
Doação de Documentos ao Arquivo e Biblioteca Municipal de Ponte de Lima | 28.11.2012
 
 
 
Categorias

Categorias




Copyright © 2012-2013. Município de Ponte de Lima. Todos os direitos reservados. : Política de Privacidade e Segurança . Ficha Técnica :