Passar para o Conteúdo Principal Top

biblioteca-municipal-branco

Biblioteca_1

Francisco Leitão Delgado estreia-se no mundo literário com “30 por 14”

Apresentacao livro 30 por 14 1 1024 800
10 Dezembro 2021

A estreia literária de Francisco Leitão Delgado será promovida pelo Município de Ponte de Lima, em parceria com a Associação de Escritores, Jornalistas e Produtores Culturais de Ponte de Lima, no dia 21 de dezembro de 2021, às 16h30, na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, com o lançamento do livro "30 por 14".

Trata-se de um jovem autor com ascendência limiana, que com apenas 11 anos, revela uma aptidão natural para as letras.

Como nos indica o próprio título, este livro apresenta 30 contos, escritos pelo "14", o seu nome artístico, que adveio do mundo basquetebolístico ao qual pertence e no qual orgulhosamente veste a camisola batizada com esse número, e que agora é transposto para a esfera literária.

A apresentação do livro, a decorrer na Biblioteca Municipal, contará, também, com a presença de pequenos artistas que, desafiados pelo autor, o apoiaram nesta nobre missão e enriqueceram o livro com as suas ilustrações.

Marque presença nesta sessão e venha conhecer o jovem autor e a sua obra.

Contamos com a vossa presença!

Sobre o autor:

"Francisco Leitão Delgado é um coração de menino.

Um dia disse à mãe «amo-te daqui até à lua e mais 14». Seriam quilómetros, léguas, milhas? Talvez uma medida maluca porque cresce todos os dias.

Ficou o nome artístico, inscrito na capa desta obra e resplandecente na sua camisola de habilidoso basquetebolista.

O 14 nasceu em Viana do Castelo no dia 1 de Fevereiro de 2011.

Nestes primeiros dez anos de vida, brilhou em sete desportos: patinagem, natação, judo, futebol, ténis, matraquilhos e basquetebol. E em sete ofícios: encantador de cachorros fofinhos, provador de bombons Portela, chef cozinheiro de panquecas, colecionador de pedrinhas preciosas, organizador meticuloso do seu quarto, escritor e pianista. O cachorro Scott gosta de passar os dias colado ao 14, a correr ao lado dele e a jogar à coelha. Depois, deita-se no chão da casa branquinha onde vivem e fica a ouvir o 14 tocar belas melodias."